PUBLICIDADE
chiquinho
chiquinho

Responsável por revolucionar o ensino superior no PR, Cândido Garcia morre aos 82 anos

PUBLICADO DIA: 09/07/2018
POR: Portal Goioerê
[ssba]

Responsável por revolucionar o ensino superior no interior do estado, Cândido Garcia faleceu no início da manhã desta segunda-feira (9), em Umuarama. Ele estava internado no hospital Cemil e a causa da morte ainda não foi confirmada.
Além de empresário visionário, Doutor Candinho, como era carinhosamente chamado, conta com uma legião de admiradores. Notório pela simpatia e capacidade de fazer amigos, bem como pela determinação, perspicácia e extrema dedicação ao trabalho, ele deixa uma trajetória inspiradora.
O fundador da Universidade Paranaense, instituição multicampus que congrega cerca de vinte mil alunos, não cumpria mais a tripla jornada de trabalho, rotina que arcou durante seis décadas, mas ainda acompanhava os acontecimentos na Unipar.
Quem se encarregava de informá-lo era a esposa, professora Neiva Pavan Machado Garcia, que é vice-reitora, e os filhos, que também ocupam cargos importantes na Unipar.
O trabalho acentua o currículo do doutor Candinho. Começou aos nove anos, como engraxate, para ajudar os pais a sustentar a família; na adolescência, foi aprendiz de alfaiate, depois alfaiate até conseguir um emprego cobiçado num banco, onde pôde mostrar seu tino para os negócios.
À noite, trabalhava também: era secretário de uma escola. Essa foi a fase em que se despertava para o empreendedorismo: passou a estudar e executar processos de abertura de escolas de ensino superior.
Depois de liderar os trabalhos para a abertura da primeira em Tupã (Organização Educacional Artur Fernandes), aportou no Paraná em 1971, com o mesmo objetivo. Aqui, além da Instituição que deu origem à Unipar, também implantou faculdades em Rolândia (Faccar), em Maringá (UniCesumar), em São José dos Pinhais (Associação de Ensino Superior de São José dos Pinhais-PR) e, no Norte do Brasil, em Rondônia (Centro de Ensino Superior de Ariquemes).
Escolheu morar em Umuarama e dedicar maior parte do seu tempo à Fiapec (Faculdades Integradas da APEC), que em 1993 tornou-se a Unipar. Foi presidente da APEC (Associação Paranaense de Ensino e Cultura), entidade mantenedora da Unipar, e por dez anos Reitor (até se aposentar, em 2010). Em todo esse percurso, nunca deixou de mencionar e reconhecer o apoio incondicional, afinado e inteligente que teve da esposa, a professora Neiva.
Família
Formado em Direito, Cândido Garcia nasceu em Cafelândia/SP, mas viveu a maior parte da infância e juventude na cidade de Tupã, onde se casou, em 1963, com Neiva Pavan Machado Garcia. É pai de Cláudia Elaine, Carlos Eduardo, Cássio Eugênio e Camilo Evandro; e avô de Camilo Evandro, Vítor, Valentina, Maitê, Manuela, Eduarda, Benjamin e Gabriel.
Homenagens
Em reconhecimento ao seu legado, Cândido Garcia recebeu homenagens de várias cidades do Paraná. Entre as que se destacam estão os títulos de Cidadão Honorário do Paraná (outorgado pelo então Governador Jaime Lerner, em 1999); de Umuarama e Nova Olímpia (em 1995); de Toledo (em 1998); de Cianorte (2002); de Rolândia (2003); de Cascavel e Francisco Beltrão (em 2004); de Guaíra (em 2005) e de Paranavaí (em 2006).

PUBLICIDADE
© COPYRIGHT 2015 - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - Portal Goioerê