PUBLICIDADE
chiquinho
chiquinho

Polícia prende idoso acusado de estuprar criança de dez anos

PUBLICADO DIA: 24/01/2019
POR: Portal Goioerê
[ssba]

A Polícia Civil de Campo Mourão prendeu um idoso de 67 anos acusado de estuprar uma menina de 10 anos de idade. De acordo com a polícia, a criança vinha sendo abusada por ele desde os 8 anos, ou seja, há dois anos. O acusado do crime é o próprio companheiro da avó da vítima.

A prisão aconteceu nessa segunda-feira (21), no conjunto Parque das Acácias. O acusado foi apresentado na tarde desta terça-feira (22) à imprensa.

O delegado adjunto de Campo Mourão, João Paulo Menuzzo Lauandos, que coordenou a investigação, informou que a mãe da criança procurou a delegacia  para denunciar o caso. “Ela disse que a filha foi abusada no fim de semana e que isso vinha acontecendo com certa frequência. A criança, com medo, ameaçada, não contou nada para a família e resolveu falar apenas quando foi confeccionado o boletim de ocorrência”, disse o delegado.

Como o idoso não estava mais em flagrante em relação ao estupro, o delegado então designou uma equipe de investigadores para ir até a residência do acusado para ouvi-lo.

Ao verificar o aparelho de celular dele, os policiais encontraram imagens e vídeos com conteúdo impróprio envolvendo a criança. Ele foi preso em flagrante por pornografia infantil.

“Na data de ontem foi comunicada essa prisão para a Justiça e no mesmo flagrante apontei os crimes de estupro, mesmo não configurando o flagrante naquele momento, e na data de hoje (terça) a Justiça decretou a prisão dele”, frisou o delegado.

Ele alerta a população que este tipo de crime geralmente acontece por pessoas próximas da criança. “É uma verdadeira covardia. A família deve ficar atenta a todos os sinais de mudança de comportamento da criança”, orientou. De acordo com as investigações, os abusos aconteciam quando a criança visitava a avó nos finais de semana. “Ele se aproveitava dessa situação e, em tese, de acordo com as provas colhidas, vinha abusando sexualmente da criança”, explicou Lauandos.

Ainda de acordo com o delegado, conforme as investigações, o acusado levava a menina para outros lugares. Um laudo pericial feito pela polícia apontou atos libidinosos diversos contra a criança, como sexo oral, por exemplo. “Não apontou que houve relação sexual propriamente dita, mas sim algum tipo de relação que ocasionou lesões à criança”, ressaltou Lauandos.

O idoso nega as acusações.

(Tribuna do Interior)

PUBLICIDADE
© COPYRIGHT 2015 - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - Portal Goioerê