PUBLICIDADE
chiquinho
chiquinho

Paraná inicia plantio da safra de grãos de verão 2017/18

PUBLICADO DIA: 04/09/2017
POR: Portal Goioerê
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterPin on PinterestEmail this to someoneShare on LinkedIn

O Paraná inicia a temporada de plantio de grãos da safra de verão 2017/18, a principal do Estado. A expectativa inicial do Departamento de Economia Rural (Deral) da Secretaria da Agricultura e Abastecimento, é colher 23,1 milhões de toneladas, volume 8% inferior ao obtido na safra 16/17, que alcançou 25,3 milhões de toneladas. A área de soja deverá aumentar, a de milho diminuir e a do feijão se manter.


A estimativa de produção inicial é feita com base na média histórica de produtividade. Na safra 2016/2017, as principais culturas plantadas no Estado tiveram níveis de produtividade considerados excelentes, porque contaram com clima favorável, além da boa tecnologia utilizada pelos produtores paranaenses, o que permitiu um resultado acima das expectativas.

O secretário da Agricultura e do Abastecimento, Norberto Ortigara, explicou que os produtores de soja estão tendo a oportunidade de realizar o plantio dentro de um calendário mais ajustado. O Zoneamento Agrícola de Risco Climático (Zarc), divulgado pelo Ministério da Agricultura, alinhado ao vazio sanitário estabelecido pela Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (Adapar), permitirão que o plantio de soja no Paraná inicie a partir do dia 11 de setembro sem riscos climáticos.

A medida beneficia principalmente os produtores da região Oeste do Estado, que terão uma janela de plantio da segunda safra de milho maior, sem atropelos, considerando as condições climáticas favoráveis naquela região.

Soja

Principal produto plantado no Paraná durante o verão, a soja deverá ter área ampliada em 3% – ou 165,5 mil hectares. Passa de 5,2 milhões de hectares na safra anterior, para 5,4 milhões de hectares. Isso corresponde 91% da área plantada com grãos de verão.
A produção esperada, em condições normais de clima, é de 19,5 milhões de toneladas – 2% menor em relação 2016/2017.

Milho

O plantio de milho deverá ter forte retração, devendo ser plantada a menor safra da história nesse período do ano. A perda vai migrar para o plantio de soja. A área plantada deve recuar 33% em relação à safra anterior, caindo de 513.627 hectares para 344.520 hectares.

Feijão

Mesmo com preços mais baixos no mercado, os produtores de feijão devem manter a área plantada no ano passado, em torno de 196 mil hectares. Muitos produtores estão apostando no plantio precoce do feijão das águas, para dar tempo de plantar a soja mais tarde.

Safra passada foi excelente, mas teve reveses

Apesar do excelente desempenho, a safra que está se encerrando sofreu alguns reveses, principalmente com os grãos de inverno, tendo como carro chefe o trigo. Segundo o Departamento de Economia Rural, seca e geadas foram os dois fatores que comprometeram a qualidade e a produtividade.
Considerando esse novo quadro, estima-se que das 42 milhões de toneladas previstas para a safra 2016/2017 deverão ser colhidos um volume total de 40 milhões de toneladas, caso não haja mais evento climático sobre as lavouras de trigo do Centro-Sul, que estão em estágios de floração e frutificação.

PUBLICIDADE
© COPYRIGHT 2015 - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - Portal Goioerê