PUBLICIDADE
chiquinho
chiquinho

Filho é preso suspeito de matar mãe estrangulada em Cianorte, diz polícia

PUBLICADO DIA: 22/11/2019
POR: Portal Goioerê

Um rapaz, de 21 anos, foi preso, na quarta-feira (20), suspeito de estrangular e matar a mãe em Cianorte, no noroeste do Paraná. A namorada dele, uma mulher de 23 anos, também foi presa suspeita de participação no crime.

O corpo de Maura Monteiro, que tinha 48 anos, foi encontrado no dia 14 de agosto na sala de casa por policiais militares. Um cordão de roupão foi encontrado amarrado no pescoço da vítima.

O Instituto Médico Legal (IML) informou que Maura Monteiro foi morta seis dias antes do corpo ser encontrado pela polícia.

Para a Polícia Civil, Maura foi morta durante uma discussão com o filho por causa de uma dívida. Ela comprou uma moto financiada para o filho trabalhar, mas ele não pagou as parcelas do financiamento e o nome de Maura ficou negativado.

O delegado Carlos Gabriel Stecca diz que as brigas entre os dois ocorriam há cinco anos. Os dois moravam em casas separadas, mas no mesmo terreno. Os dois imóveis tinham entradas separadas e eram divididos por um muro.

“A vítima relatou para várias pessoas o medo, o pavor do próprio filho, o medo de realmente ser morta. Foi ameaçada de morte pelo filho várias vezes. Ele subia na casa da vítima pelo telhado e acessava o imóvel pelo sótão, isso de madrugada. Essa atitude maximizava o medo que a vítima tinha do filho”, disse o delegado.

Áudios investigados

Durante as investigações, a Polícia Civil teve acesso a áudios que Maura mandou para uma amiga.

Nas conversas, a vítima dizia que era ameaçada e tinha intenção de sair da casa, de ir para outra cidade. Mas, como estava com o nome negativado não tinha como alugar um apartamento.

“Viu porque que eu não vou amiga, tenho que tirar as minhas coisas aqui de casa, estou sendo ameaçada. Isso é uma ameaça de morte. Eu não posso sair daqui, se eu sair daqui ele entra e pega as minhas coisas amiga”, disse a vítima em um dos áudios divulgados pela Polícia Civil.

A Polícia Civil também divulgou um áudio que foi enviado pelo rapaz para a mãe.

“Se você for na minha casa para querer tocar o terror na minha esposa de novo, eu vou matar você”

Em depoimento à polícia, os dois suspeitos negaram o crime e afirmaram que são usuários de drogas. Dois celulares da vítima foram encontrados na casa dos suspeitos.

O delegado Gabriel Stecca informou que vai pedir à Justiça a prisão preventiva, que é por tempo indeterminado, dos dois investigados

Por RPC Noroeste

PUBLICIDADE
© COPYRIGHT 2015 - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - Portal Goioerê