PUBLICIDADE
chiquinho
chiquinho

Festa de premiação encerra Agrinho 2019

PUBLICADO DIA: 21/10/2019
POR: Portal Goioerê

Mais de 1,5 mil pessoas, entre professores, alunos de escolas públicas e particulares, famílias e autoridades participam, nesta segunda-feira (21), da cerimônia de encerramento da edição 2019 do Agrinho – programa de responsabilidade social desenvolvido pelo Sistema FAEP/SENAR-PR, em parceria com o governo do Paraná. Realizado no ExpoTrade, em Pinhais, região metropolitana de Curitiba, o evento conta com uma série de atividades lúdicas voltadas às crianças. Ao fim, serão revelados os 315 vencedores do Concurso Agrinho, cuja premiação inclui seis automóveis zero quilômetro.

 

Concebido há 24 anos, o Programa Agrinho abrange a todas as microrregiões do Paraná, envolvendo mais de 800 mil estudantes dos níveis fundamental e médio, e mais de 50 mil docentes. Em seu discurso, o presidente do Sistema FAEP/SENAR-PR, Ágide Meneguette, destacou a importância de convergência de esforços que viabilizam o programa, como o apoio do governo do Paraná, por meio de várias secretarias, prefeituras e colégios.
“O Programa Agrinho, digo isso sempre, é o nosso xodó porque envolve a educação de crianças e jovens e aborda temas como saúde, cidadania, meio ambiente, ética, entre outros e que, hoje, culmina nesta cerimônia de premiação”, disse Meneguette. “Tenho orgulho do que o SENAR-PR vem fazendo em favor de nossa economia e da nossa sociedade e tenho mais orgulho ainda do que estamos fazendo pelos nossos jovens, em especial por meio do Programa Agrinho”, completou.

 

Na ocasião, o governador do Paraná, Carlos Massa Júnior, assinou o convênio entre o governo do Estado e o Sistema FAEP/SENAR-PR para a realização a próxima edição do Agrinho. Em seu pronunciamento, Massa Júnior classificou o programa como “um patrimônio do Paraná” e destacou a vocação do Estado de produzir alimentos, com eficiência e de forma sustentável.

“O Paraná é o maior produtor de alimentos por metro quadrado do mundo. Ninguém produz tanto em variedade e em quantidade quanto no Paraná. Com um diferencial maravilhoso: ninguém produz tanto, de forma tão sustentável. O Paraná preserva suas matas ciliares, suas bacias hidrográficas e consegue preservar um dos maiores biomas, a Mata Atlântica”, disse o governador. “O Agrinho, hoje, não é só do Sistema FAEP. É um patrimônio do Paraná. É o melhor programa de agroecologia deste mundo. Viva o Agrinho”, completou

Cidadãos do futuro

O secretário de Estado de Agricultura e Abastecimento, Norberto Ortigara, destacou o Agrinho como um esforço contínuo para formar o cidadão do futuro. Na avaliação dele, o programa abre as portas do conhecimento a jovens paranaenses, colocando-os em sintonia com os avanços que ocorrem continuamente no mundo e, em grande intensidade, no campo.

“No meu tempo de piá não tinha Agrinho. Tínhamos rudimentos de aprendizado. Que bom que evoluímos na construção de um cidadão melhor formado. O mundo mudou e, agora, temos crianças e jovens com oportunidade ímpar de ter acesso a conhecimento de outra forma”, disse. “Que bom que o Agrinho, nos seus 24 anos de existência, forma o cidadão do futuro, forma o agricultor, o sucessor do futuro. Gente interessada em fazer bem feito, em fazer a conectividade do campo, com fontes renováveis, com acesso a ciência e à tecnologia”, definiu.
Representando os municípios do Estado, o prefeito de Curitiba, Rafael Greca, fez uma saudação especial às crianças, apontando-as como representação legítima do futuro, “dos que vão crescer, semear, plantar e colher”. Ele também fez uma menção histórica ao papel da agricultura na história do Paraná e destacou o papel pedagógico do Agrinho, de apostar na educação de olho no futuro os estudantes.


“O que seria do Paraná sem o campo, sem os semeadores? Toda a grandeza de Curitiba foi colhida nas searas do Paraná, nos campos, nas lavouras, nos cafezais, nos espaços do agronegócio. Por isso, meu caro presidente Ágide Meneguette, o acerto do programa é este: de educar para o futuro e criar a verdadeira cultura, que começa na agricultura. Viva o Paraná, viva o Agrinho! A terra é sagrada, porque sagrados somos nós, seus filhos”, discursou Greca.
O diretor-comercial da Rumo Logística, Eudes Furtado, fez um agradecimento destacado aos professores, que aplicam a metodologia do Agrinho em suas respectivas escolas, levando o conhecimento e cidadania a todas as microrregiões do Paraná. “Nós somos ligados diretamente ao campo, disponibilizamos nossos trens para transportar as riquezas geradas em nosso Estado aos nossos portos. Para Rumo, é uma alegria enorme participar deste programa que leva educação às comunidades paranaenses”, definiu.

Atividades lúdicas
Para receber os estudantes, o Sistema FAEP/SENAR-PR preparou uma série de atividades em espaços personalizados e lúdicos, que terão como temas principais a leitura e a música. No “Hall das Letras”, por exemplo, há uma biblioteca com livros gigantes, que compilam a história do programa. O anexo também dispões de uma construção de Lego, onde são realizadas oficinas em que as crianças podem customizar cadernos.
No “Hall da Música”, uma das principais atrações é o “Piano Mágico”, formado por teclas ligantes de LED, acionadas pelos pés dos participantes. Também há painéis tridimensionais para fotos e distribuição de brindes. No palco do evento, se revezaram atrações musicais e performances circenses, em uma apresentação que fez referência à vocação agropecuária do Paraná.

PUBLICIDADE
© COPYRIGHT 2015 - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - Portal Goioerê