PUBLICIDADE
chiquinho
chiquinho

Delegado de Goioerê faz balanço positivo de 2015

PUBLICADO DIA: 30/12/2015
POR: Portal Goioerê

delegado Silas RoqueNo penúltimo dia do ano o delegado Silas Roque dos Santos, comentou as ações e operações realizadas na cidade em 2015, e considerou este como um ano bastante positivo do ponto de vista de combate à criminalidade.

Chefiando a 14ª Delegacia Regional de Polícia há pouco mais de um ano, o delegado conta que quando chegou à Goioerê encontrou a cidade em clima de terror devido à uma onda de crimes, e que hoje em dia, graças ao empenho e dedicação de toda a equipe policial, a situação é bastante diferente.

“Quando cheguei à Goioerê no final de 2014, encontrei uma realidade preocupante. As pessoas estavam temerosas devido à ocorrência descontrolada de crimes de todo tipo. Hoje a criminalidade em Goioerê ainda existe, mas está controlada”, comentou.

O delegado afirmou ainda que acredita que o trabalho realizado pela PC de Goioerê neste ultimo ano foi bastante consistente, pois mesmo com um número reduzido de agentes, são somente 7 investigadores, o grupo conseguiu obter êxito m suas operação e solucionou quase todos os crimes registrados.

“Temos limitações quanto à estrutura e trabalhamos com uma equipe pequena, mas a dedicação dessa equipe faz toda a diferença no trabalho. Mesmo com apenas 7 policiais conseguimos resolver a maioria dos casos registrados e fizemos vários operação de sucesso. Inclusive já relatei nas reuniões em que participo, o quanto nossos policiais são empenhados, e o quanto eles, juntamente com suas famílias se sacrificam pela segurança da comunidade”, relatou.

Sobre sua expectativa para o ano de 2016 o delegado afirmou que, “não é possível extinguir totalmente os crimes, porque infelizmente não é possível estar em todos os lugares o tempo todo, e também porque nossa sociedade tem muitas situações, sociais, de lazer, educacionais e outras, que acabem contribuindo com a formação do comportamento criminal. No entanto é possível manter a situação dentro de uma normalidade, e nosso objetivo para o ano que vem é manter a criminalidade controlada”.

Questionado sobre qual a principal ação desenvolvida pela Polícia Civil no ano de 2015, o delegado lembrou à Operação Fim da Linha. “Essa operação foi muito importante, pois desmantelamos uma quadrilha de roubas a residências, que usava de violência e ameaças graves contra as vítimas. Além de diversos objetos, eles também roubavam veículos, que eram posteriormente levados ao Paraguai para serem trocados por Dinheiro ou Drogas”, explicou.

Ainda segundo o delegado, a operação durou cerca de seis meses, e através de um minucioso trabalho de investigação, resultou em mais de 20 prisões. “Para nós esta ainda é a maior ação do ano, pois entre todas as pessoas presas durante a operação, mais de 15 continuam detidas, e são indivíduos de alta periculosidade, que se estivessem em liberdade com certeza estariam praticando crimes”, afirmou.

Sobre os crimes de 2015 que ainda estão em aberto, Silas Roque informa que quase todos já têm uma possível resolução, sendo que única exceção seria o homicídio do empresário Rafael Bernardi, que ainda permanece em investigação. “Esse caso é o mais complexo, devido à falta de testemunhas, mas temos várias linhas de investigação e informações que mostram possíveis interessados na morte do empresário e vão contribuir para a solução dessa situação”, informa.

Outro importante caso que deve seguir sob investigação é o assalto ao Banco do Brasil de Goioerê, que conforme explicou o delegado está sendo tratado em conjunto com delegacias de todo o país e também equipes especializadas em roubos do gênero. “Como a quadrilha envolvida neste crime atua nacionalmente, o caso está sendo investigado em conjunto por uma força tarefa que une as polícias de todo o Brasil”.

PUBLICIDADE
© COPYRIGHT 2015 - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - Portal Goioerê