PUBLICIDADE
chiquinho
chiquinho

Bombeiros encontram ovo de ave australiana em Cruzeiro do Oeste

PUBLICADO DIA: 12/07/2018
POR: Portal Goioerê
[ssba]

Conhecida como cachorro de penas, a ave de temperamento dócil pode chegar a ter 60 quilos e 1,90 metro de altura

Os ovos são chocados pelo macho, que perde até um terço de seu peso na atividade

 

 

 

 

Os Bombeiros Municipais de Cruzeiro do Oeste se depararam com uma ocorrência inusitada no início da tarde desta quinta-feira (12). Uma equipe acabou encontrado um ovo de emu – a maior ave nativa da Austrália, que depois do avestruz, é a segunda maior ave do mundo.

De acordo com os bombeiros, o ovo foi encontrado em uma das ruas do Jardim Cruzeiro, logo após a solicitação de um morador, que assim como outros, achou muito estranho o até então desconhecido objeto de textura áspera e cor escura, que estava na frente de uma residência.
Assim que o ovo foi levado para a sede dos bombeiros, teve início uma pesquisa que terminou quando um biólogo da cidade identificou o ovo. “Também pesquisamos em alguns sites e entramos em contato com a Polícia Ambiental”, disse o bombeiro municipal, Pablo Guimarães.
“O proprietário do ovo pode buscá-lo, desde que comprove ser realmente o dono dele”, destacou Guimarães. Os bombeiros acreditam que em Cruzeiro do Oeste possa até existir um criador da ave, porém, de forma irregular. Assim, o ovo deverá permanecer como souvenir para os Bombeiros Municipais de Cruzeiro do Oeste.
Curiosidade


Comercializada como ave exótica, o emu é conhecido como cachorro de penas, de temperamento dócil pode chegar a ter 60 quilos e 1,90 metro de altura. Por isso, para levá-lo para casa, é preciso que haja espaço. A recomendação dos especialistas é que um casal de emus viva em um terreno de 100 metros quadrados.

Saiba mais sobre o animal:

– Custa entre mil (filhote) e seis mil reais (adulto)
– É a segunda maior ave do mundo, atrás apenas do avestruz — e não voa
– A alimentação é composta de folhas verdes, capim e ração
– Os ovos são chocados pelo macho, que perde até um terço de seu peso na atividade
– A ave pode correr a até 50 km/h (a velocidade média dos cães é de 30 km/h)

 

 

 

 

 

Fonte: Portal da Cidade Umuarama (Foto: Bombeiros Cruzeiro do Oeste)

PUBLICIDADE
© COPYRIGHT 2015 - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - Portal Goioerê